As energias renováveis ​​fornecem mais de 80% da energia da Nicarágua

Energia Eólica EscóciaA geração de energia elétrica com fontes renováveis ​​na Nicarágua gira em torno de 53% do total, mas este ano, segundo o ministro de Minas e Energia (MEN) Salvador Mansell, há vários dias em que essas fontes abastecem a rede % acima 84 da energia utilizada no país.

Isso significa, segundo o governo, o grande potencial que o país tem no energias limpas. O ministro do MEN comentou que em meses como novembro, abril ou março, quando o país tem ventos fortes, todos os parques eólicos funcionam a 100%, além da contribuição das hidrelétricas, a geração chega a aproximadamente 84% com fontes renováveis.

Mansell acrescentou que “Quando as condições são ótimas para que as fontes renováveis ​​possam gerar, elas são priorizadas na operação diária do sistema e é importante na gestão de mercado. No país estamos aproveitando os recursos naturais ”.

Moinhos de vento

Na verdade, Mansell não descartou que este ano haja dias em que é possível atingir um aumento acima de 85% da geração com fontes limpas, embora tenha insistido que vários devem ser atendidos. condições climáticas para atingir esse novo recorde. Além disso, em 2017 foi inaugurada uma nova planta solar de 12 megawatts no setor de Puerto Sandino.

Energia solar

Segundo o governo: “Temos geração térmica, mas é para suportar, quando tem problema, quando não tem vento, não tem chuva, tem problema na parte solar, aí a gente tem o reserva térmica continuar o serviço de energia à população ”.

2016 fechou em 53% geração estável com fontes renováveis ​​e a meta das instituições é aumentar esse número.

Referência Mundial

Na verdade, a Nicarágua continua a ser um exemplo de produção de eletricidade com fontes renováveis. Recentemente, a fundação The Climate Reality Project - fundada em 2006 pelo ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore - reconheceu o país como um das três nações, junto com a Suécia e a Costa Rica, que estão traçando o caminho a seguir neste campo em todo o mundo, principal forma de reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

E não é à toa. Os 27.5% que representavam a geração de energia renovável em 2007, passaram para 52% em 2014, e 53% em 2016. A grande meta do Governo é atingir 90% em 2020, com projetos de investimento público, privado e misto. Somente entre 2007 e 2013, projetos eólicos, de biomassa, hidrelétricos e solares forneceram 180 megawatts adicionais à rede nacional de distribuição de eletricidade, que a cada dia tem uma demanda de 550 megawatts.

biomassa

Energia eólica na Nicarágua

Conforme mencionado acima, o Sistema Interligado Nacional (SIN) registrou que, em 2016, o percentual de geração de energia elétrica com fontes renováveis ​​atingiu 53%. As usinas eólicas representavam 31%, usinas geotérmicas 28.6%, hidrelétricas 26.8% e usinas de açúcar 13.6%.

No caso da energia eólica, os projetos mais representativos no país são Amayo I e II, localizados no departamento de Rivas e dirigidos pelo consórcio canadense Amayo SA, que produzem cerca de 63 megawatts

Construção das partes de uma turbina eólica

Este ano, a contribuição do usina fotovoltaica que fica em Puerto Sandino, no momento é a única que gera energia solar para a rede de distribuição do país.

Na verdade, a energia solar está muito presente no país, mas mais para uma geração individual.

autoconsumo

Até o final deste ano, a meta do governo é atingir 94% da cobertura de energia elétrica em território nacional. “Com base nos planos e processos desenvolvidos, nossa meta é atingir 2021% de cobertura elétrica até 99”, disse Mansell.

Diversidade de fontes

O país tem o macroprojeto hidrelétrico Tumarín, que está em desenvolvimento no sul do Caribe da Nicarágua, segundo projeções fornecerá 253 megawatts, assim que iniciar suas operações no final de 2019.

César Zamora, country manager da empresa de energia IC Power, destacou que o compromisso da Nicarágua com energia limpa surgiu como uma solução para a crise de escassez de eletricidade experimentada pelo país antes de 2007.

“Foi proposta a Lei de Promoção da Geração de Energia Elétrica com Fontes Renováveis ​​e com o novo Governo (2007, Daniel Ortega) iniciou um diálogo com representantes do setor de energia e da Cosep (Conselho Superior da Empresa Privada) para planejar como sair do aquela crise ”, lembrou.

Zamora mencionou que foi possível injetar 180 megawatts de energia eólica na rede de distribuição, sendo 70 megawatts de energia geotérmica do complexo San Jacinto-Tizate, 50 megawatts de energia hidrelétrica dos projetos Larreynaga (estadual), Hidropantasma e El Diamante, que entraram em operação em dezembro passado, enquanto em biomassa Entraram em operação uma usina de 30 megawatts e as usinas de açúcar Santa Rosa e San Antonio, com 80 megawatts entre as duas.

Energia renovável na Nicarágua

Investimento estrangeiro

Para Jahosca López, coordenadora do escritório da Associação das Renováveis ​​da Nicarágua, o grande boom do país neste setor se deve às políticas promovidas pelo Governo de incentivo à investimento nacional e estrangeiro, especificamente a Lei de Promoção da Geração de Energia Elétrica com Fontes Renováveis.

Em junho de 2015, a referida lei foi alterada pela Assembleia Nacional para alargar os incentivos a novos projetos de energias renováveis ​​por mais três anos.

Um dos argumentos apresentados na ocasião pelos legisladores foi que o país transforma sua matriz energética a tarifa de eletricidade é reduzida.

O coordenador destacou ainda que o desenvolvimento tecnológico tem influenciado, o que tem permitido a formulação e execução de projetos em um mais eficiente, além de promover o desenvolvimento social de algumas comunidades com foco ambiental.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.