Usina de maré

Usina de maré

No mundo das energias renováveis, existem algumas mais conhecidas, como a energia solar e a eólica, e outras menos conhecidas, como a energia das marés. É um tipo de energia renovável que aproveita as marés do oceano. Para fazer isso, você precisa de um estação de energia das marés que é onde ocorre a transformação da energia cinética das marés de energia elétrica.

Neste artigo, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre a usina maremotriz, suas características e sua função.

Energia das marés

energia das marés

O oceano tem um enorme potencial energético, que pode ser convertido em eletricidade através de diferentes tecnologias. Entre as fontes de energia marinha definidas pelo Instituto de Diversificação e Poupança Energética (IDAE), encontramos diferentes tipos:

  • Energia das correntes oceânicas: Consiste em aproveitar a energia cinética das correntes oceânicas para gerar eletricidade.
  • Energia das ondas ou energia das ondas: É o uso da energia mecânica das ondas.
  • Térmica das marés: Baseia-se no aproveitamento da diferença de temperatura entre as águas superficiais e o fundo do mar. Esta mudança térmica é usada para eletricidade.
  • Energia das marés ou energia das marés: Baseia-se no aproveitamento das marés, do fluxo e refluxo da água do mar, produzidos pela ação gravitacional do sol e da lua. Assim, a energia potencial das marés é convertida em energia elétrica através do movimento de uma turbina, como nas hidrelétricas.

A energia das marés é uma fonte de energia alternativa baseada no aproveitamento do fluxo e refluxo da água do oceano, que é criado pela atração gravitacional do sol e da lua. Desta forma, é um fenômeno natural previsível que nos permite prever quando esses movimentos da água poderão ser convertidos em eletricidade.

Usina de maré

marés e energias renováveis

A usina maremotriz é aquela onde se encontra o maquinário apropriado para transformar a energia cinética das marés em energia elétrica. Existem várias maneiras de obter energia das marés. Vejamos cada um deles e seus principais aspectos:

Geradores de corrente de maré

Também conhecidos como TSG (Tidal Stream Generators), esses geradores usam o movimento da água para converter energia cinética em eletricidade. Este é o método mais conhecido. Esta forma de obter energia envolve um custo menor e um impacto ecológico menor em comparação com os outros métodos.

barragens de maré

Essas barragens aproveitam a energia potencial da água que existe entre os desníveis entre a maré alta e a maré baixa. São barreiras com turbinas, muito semelhantes às barragens tradicionais, construídas na entrada de uma baía ou lago. O custo é alto e o lucro não é alto. A escassez de lugares no mundo que reúnam as condições para hospedá-los e o impacto ambiental são dois grandes inconvenientes.

Energia dinâmica das marés

A tecnologia está na fase teórica. Também conhecido como DTP (Dynamic Tidal Power), combina os dois primeiros, explorando a interação entre energia cinética e potência em fluxos de maré. Este método consiste em um sistema de grandes barragens que induzem diferentes fases de maré na água para mobilizar suas turbinas geradoras de energia.

Vantagens e desvantagens

Ressaltamos que esta energia alternativa tem várias vantagens:

  • É uma fonte de energia limpa que não produz gases de efeito estufa ou outros poluentes de outros tipos de fontes de energia.
  • Nenhum combustível adicional é usado.
  • Geração de energia contínua e confiável.
  • As marés são inesgotáveis ​​e fáceis de prever.
  • É uma fonte de energia renovável.

Apesar do grande potencial, o uso da energia das marés também apresenta desvantagens, incluindo:

  • Isso pode ser alcançado através de um investimento financeiro substancial. É caro para instalar.
  • Tem um grande impacto visual e paisagístico na costa, sendo um dos inconvenientes mais preocupantes da energia das marés.
  • A energia das marés não é a melhor opção para todas as áreas geográficas. Porque a quantidade de energia que podemos obter depende do grau de movimento do oceano e da força das marés.

energia das marés Ele tem sido usado para gerar eletricidade desde a década de 1960. O país pioneiro é a França, cuja usina maremotriz em Lens ainda está em operação.

Os países que atualmente possuem capacidade de geração de energia maremotriz são: Coreia do Sul, seguida de França, Canadá, Reino Unido e Noruega. Atualmente, a energia das marés representa apenas uma pequena fração do total de energia renovável do mundo, mas o potencial é enorme.

Operação da usina de energia das marés

usina maremotriz e seus usos

Uma usina maremotriz é um local onde a energia produzida pelas marés oceânicas é convertida em eletricidade. Para aproveitá-la, são construídas barragens com turbinas na parte inferior, geralmente na foz de um rio ou baía. O reservatório criado pela construção da barragem enche e esvazia a cada movimento da maré e a passagem da água que ela produz, permitindo o acionamento das turbinas que geram eletricidade.

Como as usinas de energia das marés convertem a energia das marés em eletricidade? Para responder a esta pergunta, é necessário considerar os princípios da energia potencial e cinética dos aumentos e diminuições típicos de as marés produzidas pelas interações gravitacionais do Sol e da Lua. A subida da água é chamada de fluxo, e o tempo de descida é menor que o anterior.

A diferença de altura entre o nível do mar e o nível da albufeira é fundamental, razão pela qual, segundo o Instituto para a Diversificação e Conservação da Energia (IDAE), só é benéfica nos pontos costeiros onde a altura da preia-mar e baixa difere em mais de 5 metros centrado na instalação dessas características. Essas condições só podem ser atendidas em um número limitado de locais na Terra. Nas fábricas, a eletricidade é convertida por turbinas ou alternadores. Com a rotação de suas pás e com a própria circulação da água, é produzida energia elétrica.

Espero que com esta informação possa saber mais sobre a central das marés e as suas características.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

bool (verdadeiro)